Noiva real: Cynthia Jourdet

by marianakuenerz

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Ela se arrumou de frente para o mar para ficar calma, mas nem a brisa praiana foi suficiente para deixá-la menos nervosa nos minutos antes da cerimônia. “Chorei a minha caminhada toda, pareceu uma eternidade! Depois, quando cheguei ao altar, relaxei, mas mesmo assim não conseguia ouvir nada que o pastor falava”, lembra Cynthia que ainda teve um toque hi-tech na troca de votos: ela leu o texto direto do seu smartphone. “Fizemos questão de escrever os votos. Acho que a cerimônia fica mais bonita assim”, acredita.

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

A ideia de casar em Búzios surgiu por acaso, quando ela e Felipe passaram o dia na Praia da Tartaruga. “Vimos um casamento lá, e achei incrível! Tinha uma vibe bem legal. Pensei: vou casar aqui! Queria que o meu casamento fosse bem especial e não só mais uma festa”, comenta

Para organizar tudo, contrataram o cerimonialista Roberto Cohen, que logo a aconselhou a escolher e reservar DJ, fotógrafo e pastor, que são profissionais que vão ficar em função da festa.

A ideia de casar em BúziImagemImagemImagem

Felipe foi participativo e selecionou os responsáveis pelas fotos, Rodrigo Sack, e pelo vídeo, Oui Filmes. Os dois foram escolhidos pelo estilo descontraído. “Não queríamos nada muito posado, e eles tinham muito a ver com a gente”, afirma Cynthia. Já para a decoração, ela não teve dúvidas: depois de ver um casamento decorado por Patricia Vaks em Angra, sabia que a profissional seria perfeita para o que estava pensando. “Sou muito extrovertida e alegre, e queria que o casamento refletisse a nossa personalidade. Queria uma decoração bem alto-astral e multicolorida. Tinha que ter a ver com a praia, uma coisa hippie-chique, sabe?”, explica.

 

O casal escolheu uma música superanimada para abrir a pista de dança, Aerodynamic, do duo francês Daft Punk, “para mostrar aos convidados que não pararíamos um minuto!”, diz Cynthia, que cumpriu a promessa e curtiu muito a pista de dança. No final da festa, ela ainda deu um mergulho na praia junto com algumas madrinhas. “O casamento foi exatamente do jeito que imaginei! Foi uma sensação muito boa, indescritível”, conta.

ImagemImagem

 

A história deles se desenvolveu naturalmente. Os amigos em comum queriam apresentá-los, mas Cynthia não queria forçar uma barra para isso acontecer. Na primeira vez que saíram juntos não rolou nada, mas foi importante para que começassem a se interessar um pelo outro. Aos poucos foram descobrindo afinidades. O sentimento foi evoluindo e eles passaram a namorar sério. Três anos mais tarde, veio o pedido de casamento, em um jantar surpresa no hotel La Suite. “Quando cheguei, achei o local superbonito, até pensei que seria um ótimo lugar para pedir alguém em casamento, mas não imaginava que o pedido seria naquele momento”, lembra.os surgiu por acaso, quando ela e Felipe passaram o dia na Praia da Tartaruga. “Vimos um casamento lá, e achei incrível! Tinha uma vibe bem legal. Pensei: vou casar aqui! Queria que o meu casamento fosse bem especial e não só mais uma festa”, comenta.

ImagemImagem

Advertisements